terça-feira, 2 de janeiro de 2007

A viagem do ano!

Consegui sair do estado em 2006. Fui com o meu tio para Balneário Camboriu, em Santa Catarina. Está longe de ser a minha praia favorita, mas foi legal viajar e sair um pouco da rotina (e do calor) de Porto Alegre (ou Forno Alegre, se preferirem). Peguei carona na ida e ganhei a passagem de volta. Como eu não estava com vontade de curtir a baratíssima noite de lá, voltei com o mesmo dinheiro que eu tinha na ida. Um pouco mais até.

A viagem de volta merece um parágrafo separado. Eu não consigo dormir em ônibus. E depois de conhecer a Luciana eu invejo muito esta capacidade dela, de conseguir dormir em qualquer lugar. Comprei a passagem para o dia 30, 22:45. O ônibus saiu de Curitiba 19:30, e chegou em Camboriu 22:45. Que pontualidade. Ônibus não é só mais barato do que avião, é também mais pontual. MUITO mais pontual. Minha passagem era comum, isso significa que eu viajaria desconfortável no segundo andar enquanto as pessoas com um poder aquisitivo maior viajariam confortavelmente deitadas no andar de baixo. Isso eu presumo, pois como chinelão convicto, nunca cheguei a conhecer aquela parte do ônibus. Mas o que eu achava que seria uma péssima viagem, foi apenas ruim. E ficou ruim só depois de Araranguá.

Peguei a poltrona 11, que ficava atrás de um reservatório de copinhos d'água. E dava para apoiar os pés no reservatório, o que significa que eu consegui ficar com os pés para cima. E pela primeira vez conheci uma guria legal no ônibus. O único defeito dela é que ela estava indo visitar o namorado em Araranguá. Defeito que não impediu que fossemos conversando até lá, o que rendeu algumas horas de papo. E a conversa foi legal. Fiquei com o msn dela, mas não tenho muitas perspectivas de papo, já que ela odeia computador. Mas acho que alguns e-mails a gente vai conseguir trocar.

Depois da parada em Araranguá, o que ocorreu por volta de 3:30, eu perdi a agradável companhia, não tinha sono e o jeito foi colocar o tocador de CDs pra funcionar. Sim, CDs, porque eu ainda não tenho um MP3 Player! Coloquei um CD e escutei 3 músicas, e coloquei Pink Floyd. Não que eu não goste de Pink Floyd, muito pelo contrário, mas eu dormi escutando o disco um do álbum The Wall. Infelizmente, meu sono durou não mais do que 40 minutos. Coloquei o disco dois, mas o sono não voltou. Mais uma vez, inveja da pessoa citada acima.

Na free-way, o ônibus apagou. Não pegou mais e o jeito foi fazer baldeação. Fico com pena das pessoas que pagaram pelo ônibus leito e tiveram que encerrar a viagem em um ônibus muquirana que vinha de Criciúma. O meu prejuízo não foi tão grande. Depois de uma parada breve de meia-hora no meio da free-way, a viagem prosseguiu. Cheguei em casa por volta de 8:00, conversei um pouco e me encostei no sofá. 12:30, acordei pro almoço. E assim terminou 2006.

Nenhum comentário: