quinta-feira, 8 de março de 2007

Dia Internacional da Mulher

Pois é. Como todo mundo faz, também quero deixar aqui registradas as minhas homenagens a TODAS as mulheres do mundo.

Porque as mulheres lá do Oriente Médio que andam com aquela roupa que cobre todo o corpo, as ascensoristas, as freiras, as jogadoras de futebol, as ciclistas, as garotas de programa, as prostitutas, as lésbicas, as mulheres que sabem dirigir, as mulheres que acham que sabem dirigir, as que não sabem, a minha mãe, a minha irmã, as vendedoras, as mulheres do suporte técnico da BrasilTelecom, da Claro e de todas outras operadoras, as mulheres de tele-venda que me ligam me oferecendo coisas que eu não quero, a mulher que canta na Banda Calypso, as ambulantes, as moradoras de rua, as senadoras, as deputadas, as vereadoras, as mães dos juizes de futebol, as advogadas, as mulheres que gostam de computador, as que não gostam, as que odeiam, as loiras, as ruivas, as morenas, as secretárias, as frentistas, a mãe do Luis Inácio, as dentistas, a profissional do sé-qui-sso, as médicas, as mulheres do RBD, as pagodeiras, as acessoras, a Tati-Quebra-Barraco, as minhas amigas, as não tão amigas, a Cicarelli, a Britney, a Bazzan, as mulheres nerds, as leitoras deste livejournal, as aeromoças e todas as outras mulheres que não foram citadas nesta breve lista merecem uma homenagem nesse dia.

Então, parabéns para todas as mulheres no dia internacional da mulher, mesmo que a gente pense em vocês da mesma forma nos outros 364 dias.

Não, Roberta Close, tu não.

Nenhum comentário: