segunda-feira, 23 de abril de 2007

Oportunidades

Porque eu perco oportunidades raras? Porque eu não consegui falar nada? Porque não veio nada na cabeça? Porque só depois que eu perdi a chance eu penso no que eu deveria ter dito? Droga. Era só pedir o telefone. Só. De qualquer forma, sem muitas culpas. Foi um lance rápido, o semáforo abriu logo e era isso. Better luck next time.

Peguei um engarrafamento na Carlos Gomes. Completamente trancado. Indo em direção norte-sul, ao lado da parada antes da Nilo Peçanha, o trânsito estava trancado nas duas pistas da esquerda. Apenas uma pista liberada. Motivo? Uma moto caída e um corpo de motoqueiro estendido no chão. Ao lado do capacete (que ainda não havia sido removido), uma poça de sangue. Nem ambulância tinha (nem havia necessidade). No caminho de volta, fiquei imaginando se ele sabia que era a última volta da vida dele. Se a culpa foi dele ou se foi algum carro roubado em fuga que provocou a fatalidade. Sim, eu passei ao lado dele de moto.

Nenhum comentário: