terça-feira, 23 de novembro de 2010

Nova Versão

O pessoal da informática tem por hábito utilizar números de versão para expressar a idade. É comum ouvir um "Estou entrando na versão 2.5" ou um "A versão 2.7 está pronta". Comigo não deveria ser diferente, hoje eu deveria estar lançando a versão 2.9. Ao invés disso, estou lançando oficialmente o beta da versão 3.0. Por diversos motivos.

A versão atual está muito mais próxima da versão 3.0 do que da versão 2.0. Muitas correções e patches já estão presentes na versão atual, mas não é possível lançar um Release Candidate porque o módulo Casa Própria ainda não foi compilado.

Segue abaixo o ChangeLog da versão 3.0 beta, que sucede a versão 2.0.

2010-11-23 Carlos Alberto Rocca

[Features]
* Independe de outros módulos ou programas, ao contrário da versão 2.0;
* Possui compatibilidade total de comunicação com a versão atual da Esposa (integrada na versão 2.8.1);
* Índice de experiência aumentado significativamente;
* Expansão do nível cultural;
* Diminuição de timidez e acréscimo de autoconfiança;
* Interface mais leve, intuitiva e amigável;
* Inclui vários módulos inexistentes na versão 2.0, como Emprego, Cozinha, Dança de Salão e muitos outros;
* Aumento de responsabilidade;

[Known Issues]
* Elevação intermitente no número de pontos da CNH v2 (disponibilizada na versão 2.0.4). Este problema ocorre por uma incompatibilidade com o módulo EPTC do Sistema de Controle de Trânsito;
* Problemas nos pedidos de interrupção. Tarefas agendadas podem não executar mesmo quando programadas;
* Perda de comunicação com o módulo Carro, o que pode levar à erros de execução quando o Marcha.Re for passado como parâmetro;

[Other]
* Continua com o mesmo certificado de conclusão de curso disponibilizado na versão 2.5.4;
* A versão 3.0 final deve estar mais rápida, mais leve e integrada totalmente ao módulo Casa Própria;
* O módulo Cuidar da Casa está em desenvolvimento, com alguns recursos já disponíveis;

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Como enlouquecer os seus colegas de trabalho

Então tá. Você não quer mais trabalhar na empresa e não quer pedir demissão. Abaixo estão 10 dicas que você pode usar para enlouquecer os seus colegas (e a direção).

1. DEIXA SEMPRE LIGADO O CAPS LOCK DO SEU TECLADO. Assim, além de você não esquecer de colocar letras maiúsculas onde é necessário, seus colegas irão prestar mais atenção ao que você escrever. Não esqueça também de terminar as frases com diversas exclamações!!!!!!!11UMUM

2. Descreva bem as modificações que você efetuou antes de subir para o controle de versões. Exemplos de comentários que você deve utilizar:
* CORRIGI O BUG QUE O PAULO FALOU!!!!!
* IMPLEMENTEI A FUNCIONALIDADE DISCUTIDA NA REUNIÃO!!!!!!!! (lembre-se das maiúsculas).

3. Quando você receber algum e-mail, sempre responda avisando que você recebeu a mensagem, independente do seu conteúdo. Se a mensagem for para outros funcionários, responda para todos, assim eles irão saber que você leu a mensagem primeiro.

De: Funcionário Exemplo
Para: Recursos Humanos, Grupo Funcionários
Assunto: RES: Informativo Diário

RECEBI A MENSAGEM!!!!!

OBRIGADO!!!!!!!!

---- Mensagem Original ----
De: Recursos Humanos
Para: Grupo Funcionários
Assunto: Informativo Diário

(...)


4. Difunda a informação. Se você ficar sabendo de algum detalhe sobre algum colega ou sobre a empresa, informe aos demais. Se alguém contar a você algo pessoal, divida isso com os outros colegas. Quando mais vocês souberem uns dos outros, mais próximos vocês estarão.

5. Procure se exercitar no trabalho. Tente fazer força com os dedos ao digitar. Levante a mão e bata com força no teclado toda vez que for utilizar a tecla Enter. Se perguntado, diga que são recomendações simples para evitar um afastamento médico por Lesão por Esforço Repetitivo.

6. Mostre aos seus colegas que você sabe como as coisas funcionam. Sempre que algum colega o chamar para ver alguma coisa no computador, assuma o teclado e o mouse. Se o seu colega quer mostrar, ele tem que permitir que você mesmo veja, não acha?

7. Faça backup do seu acervo de fotos pornôs e músicas mp3 no repositório de versões. Lembre-se de guardá-lo no diretório de algum projeto que seja importante para a empresa, pois o backup deve ser feito mais frequentemente e você não correrá o risco de perdê-lo. Não esqueça também do comentário no final "BACKUP PESSOAL DO FUNCIONÁRIO EXEMPLO!!!!!!111".

8. Se você possuir um diretório de rede, aproveite também para fazer um backup do seu sistema operacional. Para isso, copie todos os arquivos do C:\Windows para o seu diretório de rede. Lembre-se de criar todos os dias uma pasta nova, pois você não vai querer perder o backup do dia anterior, correto?

9. Se você atender algum telefonema da empresa, não esqueça de avisar os responsáveis. É extremamente útil para a empresa saber que "um cliente ligou" ou que "um cara daquela loja ligou e pediu para ligar de volta".

10. Por último, vários especialistas em nutrição recomendam uma refeição a cada 3 horas, então sempre faça um lanche na parte da manhã e outro na parte da tarde. Procure levar coisas prontas para ganhar tempo, como um sanduíche, salgadinho, pipoca ou chocolate. Para ser mais produtivo, coma enquanto estiver trabalhando, assim você não perderá tempo. Quanto às migalhas, a empresa deve ter alguém responsável pela limpeza. Deixe isso com eles!

domingo, 8 de agosto de 2010

SMS's em uma noite de formatura

Ontem à noite foi a formatura da Ângela, uma amiga minha e da Lilian. Um dos formandos utilizou o seu tempo de agradecimento para pedir a namorada em casamento, mas o que motivou o post foi o SMS de um número totalmente desconhecido recebido durante o jantar de formatura.

Antes de colocar a sequência de SMS, deixo claro que a Lilian estava ao meu lado me ajudando com todas as ideias. Deixo claro também que nenhum animal foi ferido durante esta troca de mensagens, até porque isto não faria o menor sentido. Não posso dizer o mesmo das flores, pois elas estavam em uns copos quadrados com aquelas bolinhas de gel que, como acabei descobrindo, são ótimas para brincar. Mas vamos ao que realmente interessa.

(+5551xxxx1540 - 07/08/2010 22:32:04) Oii tudo bem...eu estou bem!Ea a biba?Me liga se poder.
(+5551xxxx7945 - 07/08/2010 22:29:09) Nao posso. Beijo!
(+5551xxxx1540 - 07/08/2010 22:34:08) Porque?
(+5551xxxx7945 - 07/08/2010 22:30:42) Porque eu nem sei quem tu é.
(+5551xxxx1540 - 07/08/2010 22:39:04) Oii tudo bem...eu estou bem!Ea a biba?Me liga se poder.
(+5551xxxx7945 - 07/08/2010 22:36:33) Ta e tu nao vai me dizer quem tu é? Estou magoado. E para de dizer que ta tudo bem porque nao ta.

Eu tinha que responder. Afinal, pior do que mandar uma mensagem para o número errado é mandar uma mensagem para o número errado e ainda receber uma resposta. Depois da última mensagem não houve nenhuma outra comunicação.

E durante a edição das mensagens, percebi duas coisas. A primeira é de que alguns acentos desaparecem na cópia da mensagem da pasta rascunho para os itens enviados. Presumo que eles também desapareçam na mensagem recebida pelo telefone do outro lado da comunicação. A segunda é de que a Claro está responsável pela atualização de horário do meu telefone. A não ser que essa merda de operadora trabalhe com um conceito relativo de tempo, nem a mais banal das tarefas eles conseguem fazer de forma satisfatória.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Jantar TENSO!!!

O jantar hoje foi TENSO!!!



Tenho ou não tenho razão? A original está aqui.

sábado, 26 de junho de 2010

A Barata (em fluxograma)

domingo, 30 de maio de 2010

O acidente

É certo e confirmado que eu também sou um idiota e já bati o carro duas vezes utilizando a marcha ré. Mas eu acredito que existam pessoas mais idiotas ainda, e o sujeito desta história é uma destas.

Em 2003 e 2004 eu estudei inglês em uma escola falcatrua. Tive a sorte de terminar o meu curso um mês antes da falência total da escola, mas este não é o tópico a ser abordado. Eu tive uma professora pela qual eu tinha uma certa queda (e quem não tem?), que também não é o alvo desta história.

O que ocorreu neste dia ensolarado de janeiro do ano de 2005 foi que alguns alunos e professores marcaram uma reunião na casa de uma das professoras a fim de discutir sobre a possibilidade de uma ação judicial contra os caloteiros donos da escola. Afinal, haviam mensalidades pagas que não foram usufruídas e salários atrasados.

Mesmo não tendo nenhum valor a ser restituído, fui para a reunião, pois poderia indicar o meu pai advogado para a ação trabalhista, além de prestar uma certa solidariedade aos professores e alunos que tinham perdido dinheiro com toda esta história. Para completar, ainda existia a professora pela qual eu tinha a queda. Para não deixar este tópico aberto, conversei com ela depois e percebi que não havia nenhuma reciprocidade.

Voltando ao assunto principal, a anfitriã da reunião, uma professora jovem e bastante atraente, marcou a reunião no local de trabalho da mãe dela, próximo à Av. Baltazar de Oliveira Garcia. Repetindo: Jovem e bastante atraente. Antes de causar confusão, esta não é a professora pela qual eu sentia queda, o que explica o fato de eu estar prestando mais atenção ao movimento dos carros do que à ela.

Em um dado momento, vejo um Fiat Uno descendo a Av. Baltazar. Este carro me chamou logo a atenção, pois o grupo que estava próximo à Baltazar esperando pelos outros alunos e professores, no qual eu estava incluído, foi logo alvo de um olhar escancarado deste idiota motorista. Mais precisamente, a bela jovem professora mencionada. Vi os olhos do motorista fixos nela por alguns segundos, e achei a cena engraçada.

Obviamente, o motorista é um idiota. Não por ter olhado para a bela jovem, mas por não prestar atenção em mais nada. Quando ele olhou para a frente, para confirmar a sua idiotice, tudo o que ele viu foi um Fusca parado no semáforo. Vi as rodas derrapando no asfalto, o que não evitou a iminente colisão. Ambos os motoristas saíram dos seus carros para ver o que havia acontecido, e o prejuízo não foi maior do que alguns poucos danos materiais. Ou seja, o idiota havia concluído o seu objetivo de conquistar a atenção da bela jovem, apesar de que isto possa ter acontecido de uma maneira diferente da que ele pretendia.

No final, tudo isto serve apenas para dizer que as mulheres no trânsito representam, sim, um perigo. Mesmo que seja apenas por seus atributos físicos.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Enquanto isso, na página da Zero-Hora...


Por enquanto, disponível aqui: http://www.zerohora.com.br/

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Fronteiras do Pensamento

Segunda-feira de manhã. Vou para o trabalho. Chegando lá, acesso os sites da Zero-Hora e do Correio do Povo, para tomar conhecimento das principais manchetes do Estado. No primeiro site, encontro um quiz para concorrer a dois passaportes para o Fronteiras do Pensamento. Como sempre gostei de desafios, me habilito a achar a resposta para as 10 perguntas e envio as respostas por SMS.

Terça-feira de manhã. Vou para o trabalho. Por volta das 10h, a Vanessa da Zero-Hora me liga informando que eu fui a segunda pessoa a enviar todas as respostas corretas, ganhando um dos passaportes. O resultado da promoção foi divulgado aqui.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Twitter

Depois de perceber que eu estava completamente um pouco por fora dos últimos acontecimentos, comecei a acompanhar o que acontece no Twitter. A minha conta já estava criada fazia algum tempo (vai que outra pessoa queira se passar por crocca), mas estava protegida sem seguir e sem ser seguida por ninguém.

Ainda estou tentando me acostumar, mas já existe o twitter.com/crocca. Sim, sou eu mesmo.

Os dias agradáveis

Se existe uma coisa da qual eu sinto falta, são os dias agradáveis. Não que os meus dias sejam tristes ou monótonos, longe disso. Quando eu falo dos dias agradáveis, falo justamente sobre a questão climática desta incrível cidade que é Porto Alegre.

O dia agradável é aquele em que, para sair de casa de manhã, é bom colocar um casaco de moletom para não sentir muito frio. Ao meio dia, o sol é um pouco quente e uma árvore frondosa provoca um pequeno arrepio. De tarde, a temperatura e a posição do sol são propícias para tomar um chimarrão sentado em um parque usando camiseta, bermuda e óculos escuros. À noite, o casaco já não é mais necessário, a não ser que o passeio seja de moto ou tenha um pouco de vento. Para dormir, o edredom é opcional.

O inverno do ano passado foi bastante rigoroso. Nos dias mais frios, chegava com as mãos e os dedos doloridos no trabalho, apesar das luvas. Mesmo com frio, não abria mão da motocicleta para me deslocar.

A transição do inverno para o verão foi bastante rápida. Logo no começo daquela que é a estação mais quente do ano ela mostrou que não seria só o inverno que iria se destacar. Na outra ponta do termômetro, o verão de Porto alcançou máximas que vão entraram para a história. E terminado o verão, começa a voltar o frio.

Neste período de transição, deixam saudades os outonos e as primaveras de antigamente, as estações dos dias agradáveis. Estamos no outono, mas apesar de estar em casa de camiseta, já está frio na rua. O casaco já não pode ser esquecido no armário. Para andar de moto, a luva precisa sair da gaveta.

Pelo visto, a transição do calor para o frio vai ser rápida de novo. O outono não quer ser outono, quer ser verão ou inverno. Enquanto isso, fico à espera da primavera, com um pouco mais de personalidade, para curtir outros dias agradáveis.